segunda-feira, 14 de maio de 2007

AI DE NÓS, PORQUE NÃO TEMOS UM PAPA, MAS MUITOS!!!

Por ocasião da visita do Papa ao Brasil, fiquei a pensar sobre o seguinte tema. Nós, cristãos evangélicos, nos orgulhamos de não ter um Papa, infalível e único representante de Deus na terra...
Sinceramente, só pessoas que nasceram numa religião completamente desprovida de informações bíblicas, poderia ainda sustentar tal teoria.
Mas, infelizmente, não pude deixar de pensar nos outros "papas" que temos por aí. O "Papa" da denominação tal, o "Papa" da Igreja tal, enfim...
Fiquei um tanto apreensivo com isso, afinal, temos mais "Papas" do que a Igreja católica.
Tantos papas que assustam só de pensar. O problema maior é que nos tornamos idólatras de nós mesmos, dos nossos papas, dos papas da palavra.
Quem vai pregar hoje? Se for o Pastor (Papa) tal, eu vou. Se não for, eu não vou!
Papas que mandam e desmandam! Abafam os que podem vir a se tornar uma ameaça ao seu papado pessoal. Papas que gerenciam a Igreja inescrupulosamente.
Um desses "Papas" me disse uma vez: - Não que eu goste de pregar sempre. É que se eu não pregar, as pessoas não vêm à Igreja, Pastor Jaaziel. Por isso eu sou "fominha" pra pregar.

É mole?!?

Minha mãe sempre diz: - Meu filho, é melhor ouvir certas asneiras do que ser surdo!

Algumas vezes, ser surdo seria menos doloroso. O que podemos esperar de pessoas assim?
E olha que é um "papinha", pequeno, de uma paróquia pequena.
Mas já vi e ouvi coisas piores de "Papas" de grandes denominações, grandes Igrejas.

Será que Jesus aceitaria esse tipo de comportamento? Eu me pergunto: Será que Jesus aceitaria ganhar 30 salários mínimos para pastorear uma Igreja???
É isso mesmo! 30 SALÁRIOS MÍNIMOS!! É o que ganha um pastor (Papa) da minha cidade!
Não sou contra um pastor receber o digno salário pelo seu trabalho, mas convenhamos! Isso é absurdo! Imagine.
Tem Pastor-Papa que ganha mais que desembargador. Mais que o Presidente da República.
Meus amados. Temo que nestes últimos dias, a Igreja será alvo de uma devassa assustadora por parte da Receita Federal. Infelizmente, só vai sobrar para as Igrejas que não tiverem "Papas" com representante no Poder Legislativo, isto é, para as pequenas Igrejas.
As demais, tem o seu rabo preso com algum deputado ou outro político qualquer.

Infelizmente, ai de nós, porque não temos um Papa, mas muitos. A despesa é proporcionalmente maior para nós. Quem sempre sai perdendo, infelizmente, é o Evangelho do Reino que nunca pregou nada disso.

Que Deus nos ajude a sermos libertos do verdadeiro papado que nos aprisiona, o papado dos pequenos impérios evangélicos.

quarta-feira, 9 de maio de 2007

QUESTIONANDO DEUS


Na figura ao lado, vemos a pintura atribuída a Valentin de Bolougne ou a Nicolas Tournier, inspirado na figura de Paulo escrevendo suas epístolas. (Fonte: Wikipedia.org).
Quando Paulo estava em Damasco, um homem fora designado por Deus para orar por ele, impor as mãos, para que fosse curado da cegueira temporária, fruto do seu encontro espetacular com o Senhor Jesus Cristo. (Atos 9.10-16).
Gostaria de pensar sobre a atitude destes dois homens: Ananias e Paulo.
É incrível o que a postura dos dois tem a nos ensinar.
Ananias questionou a Deus, quando recebeu a missão de orar e impor as mãos sobre a cabeça do maior inimigo dos cristãos da época.
Pense nisso: Deus fala com você e manda que ore e interceda pelo seu maior inimigo. Não parece absurdo?
Meditando nisto, cheguei a algumas conclusões interessantes:


I) ANANIAS QUESTIONOU PORQUE ELE NÃO TINHA O ENTENDIMENTO DE DEUS.
Muitas vezes em nossa caminhada com Cristo, questionamos o direcionamento do Senhor, por não "entendermos Deus". O problema é que Deus não existe para ser entendido. Ele não precisa explicar-se para o homem. Fico muito feliz por ter aprendido isso e gostaria que você aprendesse isso também. Pare de tentar entender Deus! Fica mais difícil para você, para Ele e para todo mundo. Fica difícil para Ele também. Não dificulte as coisas para Deus! Na Bíblia, vemos diversos homens de Deus que foram usados por Ele, mas tinham sempre que questioná-Lo.
Moisés: esse cansou Deus de tanto dar desculpas para não fazer o que Deus havia determinado para ele, antes mesmo do seu nascimento.
- Eu não sei falar direito - disse o pastor de ovelhas. Não vão acreditar em mim. Quem me enviou?
Deus parece ter perdido a paciência com Moisés. E quantas vezes Ele ficou impaciente comigo?? E com você?? Já parou para pensar nisso?
Jeremias: esse também. Vivia dizendo que não conseguiria realizar a obra profética por falta de idade suficiente e experiência.
Guarde isso, amado (a): Experiência não pressupõe competência! Deus pode chamar uma pessoas completamente inexperiente e capacitá-la para ser um competente servo dEle!


II) ANANIAS QUESTIONOU A DEUS POR NÃO TER A VISÃO DE DEUS.
Graças a Deus somos falíveis! Enquanto o país inteiro se prepara para receber um homem dito "infalível", eu agradeço a Deus por sermos falhos.
E nossas falhas só existem por não termos a visão que Deus tem. Deus sempre vai ver as coisas do alto, de cima. Seu ponto de vista sempre será superior. Até mesmo o rico, da parábola do rico e Lázaro, não tinha uma visão superior por estar numa posição inferior.
Ananias só conseguia ver obstáculos e perigo nesta missão.
Muitas vezes, somos impelidos a somente ver dificuldades, obstáculos e problemas no caminho que Deus coloca a nossa frente.
Mas, pense comigo: Se Deus vai comigo, não importa o caminho, o mais importante é a companhia.


III) ANANIAS QUESTIONOU A DEUS POR NÃO CONFIAR NO QUE DEUS ESTAVA FAZENDO.
Quantas vezes nós não confiamos no controle de Deus sobre todas as situações....
Talvez esta seja a grande crise do nosso século. Deus tem sido manipulado para que as pessoas não aceitem o sofrimento como algo vindo da parte de Deus.
O sofrimento faz parte do processo que Deus usa para moldar nosso caráter, nossa fé e nossa maneira de ver as coisas.
Mas quem quer pregar isso? Ninguém. Sabe por que? Porque não dá "ibope"... Ninguém vai querer te ouvir.
Glória a Deus! Ele também permite aflições na vida do justo!
Deus não perdeu o controle das situações.
Enquanto Ananias questionava, Paulo somente aguardava o momento certo para começar a grande obra que Deus tinha para sua vida.
Um dos maiores evangelistas, o maior teólogo do Novo Testamento, o maior contribuinte para o desenvolvimento da Igreja nascente. Deus escolheu a dedo este homem. Imagine se a sua atitude fosse a mesma de Ananias.
Paulo não questionou, apenas creu!
Quero estimular você a crer sem questionamentos. Eu sei que isso é difícil, mas temos que tentar....
Que Deus nos ajude a sermos mais paulinos na nossa caminhada e menos "ananinos".


Paz do Senhor seja contigo!


Pr. Jaaziel Marcelo

Compartilhe