sexta-feira, 17 de abril de 2009

Proeminente ativista pró-família Julio Severo foge do Brasil para escapar de acusações de “homofobia”


(Matthew Cullinan Hoffman) — Julio Severo, um dos ativistas pró-vida e pró-família mais proeminentes do Brasil, fugiu do Brasil para escapar do Ministério Público Federal que está atrás dele depois que uma queixa de “homofobia” foi registrada contra ele por sua cobertura desfavorável da parada gay de 2006, de acordo com Severo.

Severo declara em seu blog que procuradores federais estão querendo obter seu endereço do homem responsável pelo seu domínio de internet. O homem contratou um advogado para defender sua afirmação de que ele não é obrigado a entregar a informação. Contudo, seu argumento foi rejeitado.

“Portanto, diante desse absurdo, vi-me forçado a sair do país com minha família: uma esposa com gravidez avançada e duas crianças pequenas”, Severo escreve em seu blog. “Estamos neste momento num lugar totalmente estranho. Que escolha tínhamos?” (veja o texto completo no blog dele: http://juliosevero.blogspot.com/2009/03/julio-severo-fora-do-brasil.html)

“Se quiserem continuar com suas ações absurdas contra mim por ‘homofobia’, aviso que não estou mais no Brasil. Deixem meus amigos em paz”, acrescenta Severo.

“Ao mesmo tempo, dou outro recado. Não me calarei. A voz que Deus me deu continuará sendo usada para alertar o Brasil, quer eu esteja na Índia, no Quênia, na Nicarágua ou qualquer outro país do mundo”.

O termo “homofobia” é usado por ideólogos homossexualistas para se referir àqueles que rejeitam a sodomia e outras práticas prejudiciais comuns entre homossexuais. Embora o próprio termo seja utilizado com o propósito de implicar que os que criticam a conduta homossexual têm um medo irracional de homossexuais, “homofobia” é agora tratada como crime em algumas nações, inclusive o Brasil.

Embora o Brasil não tenha aprovado nenhuma lei contra “homofobia”, seus tribunais têm reiteradamente condenado indivíduos e grupos por esse crime imaginário, chegando ao ponto de proibir uma campanha pró-família inteira realizada pelo grupo evangélico VINACC.

O artigo que provocou a perseguição contra Severo comenta que a conduta homossexual é imoral, e exorta aqueles que estão envolvidos nesse pecado a se converterem ao Cristianismo. O artigo também nota o elo entre muitas organizações homossexualistas e a pedofilia, e observa que embora as paradas homossexuais anuais do Brasil recebam imensa cobertura dos meios de comunicação, a grande Marcha para Jesus mal é mencionada.

Severo recebeu ajuda para escapar do Brasil depois que o filósofo brasileiro Olavo de Carvalho fez um apelo público por ele em seu programa de rádio na internet.

Carvalho, que está vivendo nos Estados Unidos, diz que considera o Brasil perigoso para os conservadores, e chamou Severo “o brasileiro mais discriminado e perseguido”.

Traduzido e adaptado por Julio Severo.

Fonte: LifeSiteNews

quinta-feira, 9 de abril de 2009

FARISAÍSMO HOMOSSEXUAL

Lucas 6.7 - E os escribas e fariseus observavam-no, se o curaria no sábado, para acharem de que o acusar.

É incrível, mas creio que existem pessoas com um dom único para acusação. Este dom não é dado por Jesus ou pelo Espírito Santo. É resultado da influência do inimigo das nossas almas, o diabo.
Personagem tido como mitológico por muitas pessoas, o diabo tem esta função na história da humanidade. Além de acusar, conduz a humanidade a erro para que sua função não fique insólita e ele perca seu lugar ao sol.
Infelizmente, o exemplo deixado por Jesus não foi de acusar muito, mas absolvição e compreensão. Quando disse para a mulher surpreendida no ato flagrante de adultério, perdoou a mulher de maneira firme e convicta. Mas não deixou de dar a sua reprimenda: "Vá e não peques mais."

Em outra situação, quando já estava na cruz pagando pelos pecados que não cometeu, Jesus ainda teve condições de publicamente orar ao Pai pedindo perdão para os seus algozes. A famosa e célebre frase: "Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem.", serviu de exemplo para Estevão, considerado o primeiro mártir da Igreja.

Sabemos que não é fácil conviver com a acusação. Principalmente quando ela é verdadeira e ainda não mostramos o arrependimento.

Mas quando é infundada e condenatória, motivada pelo simples desejo de destruir, matar, roubar, explodir com a nossa fé, nossa confiança, daí a situação muda completamente.

Ser acusado sim, condenado jamais! Acusado injustamente, infelizmente podemos. Num país que permite a pressão sobre um ativista pró-família e pró-cristianismo, somente por uma parcela mínima da sociedade se sentir ameçada pela verdade... o que fazer?

Só me resta fazer a seguinte declaração:
1) HOMOSSEXUALISMO É PECADO. DEUS NÃO APROVA E NUNCA APROVARÁ TAL ATO.
2) NÃO VOU FUGIR DO MEU PAÍS CEDENDO A QUALQUER TIPO DE PRESSÃO POR PARTE DE ATIVISTAS GAY. SEJAM ELES PÚBLICOS OU ENRUSTIDOS.
3) CLAMO AOS QUATRO CANTOS DESTE PAÍS. ONDE ESTÁ O DIREITO? ONDE ESTÁ A LIBERDADE DE EXPRESSÃO? ONDE ESTÁ A COERÊNCIA? ONDE ESTÁ A DECÊNCIA? TODOS MORRERAM E NÃO ME CONVIDARAM PARA O SEPULTAMENTO COLETIVO DELES?
4) ONDE ESTÃO OS IRMÃO DEPUTADOS, SENADORES, PREFEITOS, VEREADORES NESTA HORA? VÃO FICAR CALADOS? SÓ PORQUE NÃO É ANO ELEITORAL?
5) SE A TENDENCIA DO MOMENTO É PERSEGUIR PASTORES E HOMENS DE DEUS QUE FALAM A VERDADE BÍBLICA, ENTÃO CHEGOU O MEU MOMENTO.

Falo isso em relação ao fato do abandono do país pelo ativista cristão pró-família Julio Severo que não suportou a idéia de ser ameaçado pelo ativismo gay patrocinado por este (des)governo e seus militantes pró-aborto e pró-instalação do caos na família.

Fariseus homossexuais, convertam-se a Cristo Jesus que pode mudar a sua natureza pecaminosa e libertá-los pelo Seu amor que é perfeito.

Escribas do Ministério Público, atentem para a i-legalidade das vossas ações! Deus é o justo juíz. Ele não deixará impune por quem surgem os escândalos.

Espero em Deus, fiel sustentador da sua própria idéia: FAMÍLIA!

Shalom!

Pr. Jaaziel Marcelo - Voz que Clama no Deserto!

terça-feira, 7 de abril de 2009

O VENCEDOR E SUA HERANÇA




No texto de Apocalipse 21.7, lemos assim: "O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho".

Entendemos que assim, Deus está concluindo Sua revelação ao apóstolo amado.
E nesta conclusão, vemos claramente sua preocupação em motivar os fiéis a perseverar e vencer.
Não é fácil falar de vitórias nestes dias, onde o que temos visto é um turbilhão de pedofilia, violência doméstica e homicídios cometidos por pessoas consideradas "comuns". Veja alguns casos:


08/04/2009 - 02h14
Homem mata mulher, filha, irmã e sobrinho antes de cometer suicídio nos EUA.

11/03/2009 - 07h23
Polícia cerca escola na Alemanha após atirador abrir fogo e matar nove .

Estes são alguns exemplos apenas... São muitos.... Verdadeiramente o ser humano chegou no patamar previsto pela Palavra de Deus, onde o amor de muitos esfriaria. (Mt. 24.12).

Mas neste capítulo de Apocalipse, temos alguns incentivos para perseverar. Vejamos:

1) DEUS TEM ALGO NOVO PARA NÓS

Ap. 21.1 - E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.

O céu, a terra, o mar, os elementos deste planeta como conhecemos, não existirão mais. Deus tem coisas novas para nós, novos desafios, tudo novo, vida nova. Um novo estado de existência. Se a proposta fosse diferente disso, não aceitaríamos. Não queremos uma terra remendada, um ceús recauchutado, um mar reciclado. Uma vida "frankstein", com os seus cacos colados. A nossa alma não se satisfaria com isso.
Deus, infinito conhecedor das necessidades da alma humana, sabe que para nós, precisamos de algo novo. Fronteiras ainda desconhecidas de conhecimento. Nossa mente é evoluída, é pensante, não nos contentaríamos com uma nova existência monótona, fria, inssossa, sem sabor.
Por isso, mantenha-se firme no propósito de seguir a Cristo, sabendo disso: somente os vencedores herdarão coisas novas entesouradas pelo Pai.

2) UMA NOVA CIDADE PARA UMA NOVA TERRA

Ap. 21.2 - E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.

Interessante que Deus nos prepara uma nova cidade. Deus é urbano? Não. Logo veremos que esta não é uma cidade comum, como nós imaginamos. No versículo 3, o apóstolo ouve uma voz dizendo que esta nova Jerusalém é o tabernáculo de Deus. Deus é templário. Deus é tabernacular. Deus habita num templo preparado para receber seus súditos. A cidade é um templo. Chega de ficar indo de casa para o templo. A cidade será o próprio templo. Imagine: você morando num templo onde está localizado o trono do Altíssimo. Esta é a nova cidade de Deus. Sem favelas, sem pobreza, sem tristeza, sem violência, sem pedofilia, sem morte.

3) UMA NOVA CONDIÇÃO DE EXISTÊNCIA

Ap. 21.4 - E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.

As primeiras coisas são passadas. É um passado esquecível. Pense comigo: o que realmente vale a pena esquecer? Somente o que nos traz tristeza, dor, distanciamento, infelicidade, ...

Todas estas coisas terão fim. Haverá uma nova consciência, uma consciência isenta de culpabilidade, de infelicidade, de desengano.

Deus está nos garantindo pela Sua Palavra que todas estas coisas serão lançadas no mar do esquecimento. Não haverá lugar para elas nesta nova condição oferecida aos vencedores.

CONCLUSÃO:

Quero encorajar você a permanecer firme nesta jornada. Ainda há uma herança a nossa espera.

A nossa esperança é o passaporte para a vitória e efetiva posse da herança.

Fique na Paz do Senhor Jesus Cristo, vencedor e herdeiro!!!

Compartilhe