segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Deputados evangélicos que votaram contra e a favor do salário minimo de R$ 545,00

Eles foram mais leais ao partido do que a Jesus e ao seu chamado.

Após ser divulgada a lista dos deputados evangélicos que votaram contra o aumento do salário mínimo para R$600, foi divulgado agora a lista dos que votaram com o Governo e foram favoráveis ao aumento de apenas R$5 elevando o valor para R$545. Entre os parlamentares evangélicos famosos estão os ex governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Benedita da Silva, o radialista Eduardo Cunha e os já divulgados Pastor Marco Feliciano, a cantora Lauriete e outros.

Na lista abaixo estão todos os 58 deputados evangélicos que votaram contra as propostas de aumento para R$ 600 e R$ 560 e votaram a favor da proposta de R$ 545, também estão as respectivas igrejas que representam e seus partidos:

  1. Anderson Ferreira (PR-PE) – Assembléia de Deus
  2. André Zacharow (PMDB-PR) – Igreja Batista
  3. Aguinaldo Ribeiro (PP-BA) – Igreja Batista
  4. Antonio Bulhões (PRB-SP) – Igreja Universal
  5. Anthony Garotinho (PR-RJ) – Igreja Presbiteriana
  6. Antônia Lúcia (PSC-AC) – Assembléia de Deus
  7. Aureo (PRTB-RJ)
  8. Adilson Soares (PR-RJ) – Igreja Internacional da Graça de Deus
  9. Audífax Barcelos (PSB-ES) – Igreja Batista
  10. Benedita da Silva (PT-RJ) – Igreja Presbiteriana
  11. Cleber Verde (PRB-MA) – Assembléia de Deus
  12. Dr. Grilo (PSL-MG) – Igreja Internacional da Graça de Deus
  13. Edinho Araújo (PMDB-SP) – Igreja Presbiteriana Independente
  14. Edmar Arruda (PSC-PR) – Igreja Presbiteriana Independente
  15. Edivaldo Holanda Junior (PTC-MA) – Igreja Batista
  16. Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – Comunidade Sara Nossa Terra
  17. Eduardo da Fonte (PSB-PE)
  18. Erivelton Santana (PSC-BA) – Assembléia de Deus
  19. Fátima Pelaes (PMDB-AP) – Assembléia de Deus
  20. Filipe Pereira (PSC-RJ) – Assembléia de Deus
  21. George Hilton (PRB-MG) – Igreja Universal
  22. Gilmar Machado (PT-MG) – Igreja Batista
  23. Heleno Silva (PRB-SE) – Igreja Universal
  24. Íris de Araújo (PMDB-GO) – Igreja Batista
  25. Jefferson Campos (PSB-SP) – Igreja do Evangelho Quadrangular
  26. Jhonatan de Jesus
  27. Josué Bengtson (PTB-PA) – Igreja do Evangelho Quadrangular
  28. Laercio Oliveira (PR-SE)
  29. Lauriete Catarina (PSC-ES) – Assembléia de Deus
  30. Leonardo Quintão (PMDB-MG) – Igreja Presbiteriana
  31. Liliam Sá (PR-RJ) – Assembléia de Deus
  32. Lincoln Portela (PR-MG) – Igreja Batista Solidária
  33. Lourival Mendes (PTdoB-MA) – Igreja Batista
  34. Marcelo Aguiar (PSC-SP) – Igreja Renascer
  35. Mário de Oliveira (PSC-MG) – Igreja do Evangelho Quadrangular
  36. Marco Feliciano (PSC-SP) – Assembleia de Deus (Avivamento da Fé)
  37. Márcio Marinho (PRB-BA) – Igreja Universal
  38. Missionário José Olimpio (SP) – Igreja Mundial do Poder de Deus
  39. Neilton Mulim (PR-RJ) – Igreja Batista
  40. Nilton Capixaba (PTB-RO) – Assembléia de Deus
  41. Otoniel Lima (PRB-SP) – Igreja Universal
  42. Oziel Oliveira
  43. Pastor Eurico (PSB-PE) – Assembléia de Deus
  44. Paulo Freire (PR-SP) – Assembléia de Deus
  45. Professor Sétimo (PMDB-MA)
  46. Ronaldo Fonseca (PR-DF) – Assembléia de Deus
  47. Ronaldo Nogueira (PTB-RS) – Assembléia de Deus
  48. Sérgio Brito (PDT-BA) – Igreja Batista
  49. Sueli Vidigal (PDT-ES) – Igreja Batista
  50. Silas Câmara (PSC-AM) – Assembléia de Deus
  51. Sabino Castelo Branco (PTB-AM) – Assembléia de Deus
  52. Hidekazu Tayama (PR) – Assembléia de Deus
  53. Vitor Paulo (PRB-RJ) – Igreja Universal
  54. Walter Tosta (PMN-MG) – Igreja Batista Getsêmani
  55. Walney Rocha (PTB-RJ) – Igreja Metodista
  56. Washington Reis (PMDB-RJ) – Igreja de Nova Vida
  57. Zé Vieira (PR-MA) – Assembléia de Deus
  58. Zequinha Marinho (PSC-PA) – Assembléia de Deus

A maioria dos que votaram com o governo são da Igreja Assembléia de Deus, dezenove no total, outros dez são ligados a Igreja Batista, seis a Igreja Universal e cinco a Presbiteriana. Quatro dos deputados, apesar de se afirmarem evangélicos, não se sabe em quais igrejas congregam. A grande maioria são filiados a partidos coligados com o Governo de Dilma Rousseff e o PT.

Indignado, o blogueiro cristão Danilo Fernandes comentou a escolha dos membros da frente evangélica: "eles são deputados cristãos, ou cristãos deputados? Porque se forem cristãos deputados, devem mais lealdade a Cristo e ao povo do que ao partido. O partido lhes deu a legenda, mas foi o povo que lhes confiou o voto".

Apenas dois parlamentares evangélicos abstiveram-se de votar:

  1. Lindomar Garçon (PV-RO) – Igreja do Evangelho Quadrangular
  2. Roberto de Lucena (PV-SP) – Igreja O Brasil para Cristo

Remando contra a maré do Governo, 12 deputados evangélicos votaram a favor do novo salário mínimo de R$600 para os brasileiros. Confira a lista completa:

  1. Andreia Zito (PSDB-RJ) – Igreja Cristã Maranata
  2. Arolde de Oliveira (DEM-RJ) – Igreja Batista
  3. Bruna Furlan (PSDB-SP) – Igreja Cristã do Brasil
  4. Delegado Francischini – Assembléia de Deus
  5. Henrique Afonso (PV-AC) – Igreja Presbiteriana
  6. João Campos (PSDB-GO) – Assembléia de Deus
  7. Jorge Tadeu (DEM-SP) – Igreja Internacional da Graça de Deus
  8. Manato (PDT-ES) – Igreja Cristã Maranata
  9. Onix Lorenzoni (DEM-RS) – Igreja Luterana
  10. Romero Rodrigues (PSDB-PB)
  11. Ruy Carneiro (PSDB-PR)
  12. Vaz de Lima (PSDB-SP) – Igreja Presbiteriana Independente

Fonte: www.gospelmais.com.br

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

ESQUERDA X DIREITA

A seguir, transcrevo o email enviado pelo meu querido amigo Pr. Celso Fonseca.

Texto original em Francês traduzido livremente para português.
Adaptado por Jaaziel Marcelo

Quando uma pessoa de direita não gosta das armas, não as compra.

Quando uma pessoa de esquerda não gosta das armas, quer proibi-las.

Quando uma pessoa de direita é vegetariana, não come carne.

Quando uma pessoa de esquerda é vegetariana, quer fazer campanha contra os produtos à base de proteínas animais.

Quando uma pessoa de direita é homossexual, vive tranquilamente a sua vida como tal.

Quando uma pessoa de esquerda é homossexual, faz um chinfrim para que todos os respeitem.

Quando uma pessoa de direita é prejudicada no trabalho, reflete sobre a forma de sair desta situação e age em conformidade.

Quando uma pessoa de esquerda é prejudicada no trabalho, levanta uma queixa contra a discriminação de que foi alvo.

Quando uma pessoa de direita não gosta de um debate emitido pela televisão, desliga a televisão ou muda de canal.

Quando uma pessoa de esquerda não gosta de um debate emitido pela televisão, quer prosseguir em justiça contra os sacanas que dizem essas sacanices. Se for caso disso, uma pequena queixa por difamação será bem-vinda.

Quando uma pessoa de direita é atéia, não vai à igreja, nem à sinagoga ou à mesquita.

Quando uma pessoa de esquerda é atéia, quer que nenhuma alusão a Deus ou a uma religião seja feita na esfera pública, exceto para o Islã (com medo de retaliações provavelmente).

Quando uma pessoa de direita tem necessidade de cuidados médicos, vai ver o seu médico e seguidamente compra os medicamentos receitados.

Quando uma pessoa de esquerda tem necessidade de cuidados médicos, recorre à solidariedade nacional.

Quando a economia vai mal, o tipo de direita diz que é necessário arregaçar as mangas e trabalhar mais.

Quando a economia vai mal, o tipo de esquerda diz que os sacanas dos proprietários são os responsáveis e punem o país.

Afinal, você é de esquerda ou de direita? E Jesus, era de esquerda ou de direita?

Responda na enquete ao lado!

Shalom e até a próxima!

Compartilhe