quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

O SACERDOTE, O INIMIGO E O POVO.

Em Dt. 20.1-4, encontramos o seguinte texto: "Quando saíres à peleja contra teus inimigos, e vires cavalos, e carros, e povo maior em número do que tu, deles não terás temor; pois o SENHOR teu Deus, que te tirou da terra do Egito, está contigo.
2 E será que, quando vos achegardes à peleja, o sacerdote se adiantará, e falará ao povo,
3 E dir-lhe-á: Ouvi, ó Israel, hoje vos achegais à peleja contra os vossos inimigos; não se amoleça o vosso coração: não temais nem tremais, nem vos aterrorizeis diante deles,
4 Pois o SENHOR vosso Deus é o que vai convosco, a pelejar contra os vossos inimigos, para salvar-vos."

É bem verdade que o texto acima, é uma recomendação de Moisés para a conduta de guerra do povo israelita.
Era necessário lembrar aqueles jovens que o Senhor que havia tirado os seus pais do Egito com mão forte, era o mesmo para salvar aquela geração das mãos de qualquer inimigo, não importando qual o número de homens que se apresentasse diante deles.
É tempo de reflexão. Os inimigos que vencemos neste ano que está por terminar, certamente não voltarão a nos importunar em 2013.
Já alguns apenas se retiraram do campo de batalha para retornar com reforço pois viram que sozinhos não conseguiram te derrotar, nem abater.
Infelizmente (ou felizmente) novos inimigos se levantarão no ano que vem. Digo felizmente, pois Deus permite que alguns inimigos se levantem contra nós para nos tirarem da zona de conforto espiritual
Muitos não entendem a saga de Jó, o sofrimento de Davi e Batsheva (traduzido para o português por Bate-seba), entre outros personagens que sofreram perseguição, lutas, calúnias, injúrias, difamações, etc..
Na verdade, todo o sofrimento carrega consigo uma vitória e um propósito designados pelo Eterno!
Talvez seja por isso que Tiago 1.2 diga que devemos nos alegrar quando caimos em grandes tentações.

Nem por isso devemos afrouxar nossas ligaduras de oração, jejum e fé diante dos inimigos.
No texto, vemos que era obrigação do sacerdote se "adiantar e dizer ao povo"!
Que tarefa tremenda e gloriosa! Devemos estar sempre um passo à frente do povo, o sacerdote que não se recicla, que não estuda, que não se especializa no conhecimento da Palavra, na intimidade com seu Deus, está um passo atrás do povo.
Aliás, o que mais temos visto ultimamente, são "sacerdotes" que se escondem atrás da multidão, que ocultaram suas capas babilônicas no chão de suas tendas e disfrutam do benefício do anonimato.
Mas até estes Acãs serão todos desmascarados... Não ficará nada oculto que não seja revelado!
O sacerdote do Deus verdadeiro não se oculta nem foge da sua responsabilidade, ele está sempre à frente da multidão.

Como sacerdote de Deus sobre a face da terra desde 1996, quero me apresentar diante de você através desta publicação e dizer: NÃO TEMA DIANTE DOS INIMIGOS DE AGORA E DOS QUE AINDA ESTÃO POR SE MANIFESTAR! NÃO TEMA E NEM TREMA DIANTE DELES, POIS O SENHOR NOSSO DEUS É CONOSCO, ELE LUTARÁ POR VOCÊ E TE SALVARÁ!!! ALELUIA!

Deixo algumas perguntas para sua reflexão:

  1. Seu sacerdote está sempre um passo à frente? Ou está imerso em dogmas, costumes, práticas ultrapassadas que só afastam as pessoas de Deus?
  2. Você  tem um sacerdote encorajador ou ele é o primeiro a abandonar o barco quando ele ameaça afundar?
  3. A Igreja, comunidade a qual você pertence está contigo para o que der e vier? Ou sempre que você precisa de apoio, suporte espiritual, você tem que apelar para pessoas de outra Igreja, ministério?
Que o Eterno possa te dar pastores segundo o coração dele, pastores como Davi, que enfrentava ursas e leões maiores e mais ferozes do que ele por amor das poucas ovelhas de seu pai!

Shalom e que este ano de 2013 seja repleto de bênçãos e vitórias, em nome de Ieshua!

Pr. Jaaziel Marcelo



segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Caráter ou Reputação: Você Escolhe!

Por Robert J. Tamasy


Se tivesse de escolher um advogado, novo contador, outro fornecedor ou zelador para seu prédio, como avaliaria os candidatos? Consultando amigos e pessoas de confiança, dentro da abordagem de “cliente satisfeito”? Ou recorreria ao PROCON para saber se há registro de reclamação contra essas pessoas ou empresas? 


Para contratar um novo empregado adotamos a mesma estratégia. Contatamos as referências para solicitar informações, dentro da permissão legal. Procurando novos serviços ou admitindo novos funcionários, queremos conhecer a sua reputação.
 
Será que reputação é sempre um indicador real do que podemos esperar? Ouvimos falar de líderes profissionais e empresariais e autoridades eleitas que detinham reputações impecáveis, mas foram destruídos quando seus segredos de fracassos morais e éticos foram revelados. Por que isso acontece?

Alguém disse que, “Caráter é o que você realmente é. Reputação é o que as pessoas pensam que você é.”  Em outras palavras, o que vemos externamente nem sempre é o que recebemos. Posso pensar em oradores públicos que aprecio, imaginando o quanto seria agradável tê-los como amigos. Em diversas ocasiões, porém, descobri que embora fossem excelentes discursando publicamente, privadamente suas personalidades e comportamentos eram muito diferentes.
 
No mercado de trabalho a distinção entre caráter e reputação é muito importante. Em marketing a ênfase está na imagem. Ás vezes nos referimos a isso como “marca”. O objetivo é convencer consumidores e clientes que somos o que eles pensam que somos. Infelizmente às vezes as pessoas usam máscaras, disfarçando-se e ocultando o que realmente são interiormente. 
 
Podem existir razões válidas para isso: vergonha, embaraço, sentimento de não ser “bom o bastante”. Mas se nossas “máscaras” forem tentativas deliberadas de enganar, o problema é sério e a verdade se torna evidente com o tempo. Bom caráter quase sempre resulta em boa reputação, mas boa reputação nem sempre assegura bom caráter, individual ou corporativamente. Considere o que a Bíblia diz: 
 
Tenha cuidado com a aparência exterior. Tendemos a julgar as pessoas de acordo com percepções – o que vemos e ouvimos. Mas o que percebemos pode não ser exato. 1Samuel 16.7 ensina: “O Senhor não vê como vê o homem. Pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração”. Provérbios 16.2 acrescenta: “Todos os caminhos do homem são limpos aos seus olhos, mas o Senhor pesa os espíritos”. 
 
Atente para suas próprias motivações. Nós mesmos podemos ser culpados da tentativa de enganar, dando falsa impressão de quem somos. Porém, se quisermos ser íntegros, temos que ser honestos com a imagem que projetamos. “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida” (Provérbios 4.23). 
 
A pessoa ideal tem boa reputação construída sobre o fundamento de um bom caráter. João descreveu alguém assim: “Todos falam bem de Demétrio, e a própria verdade fala bem dele”(3João 12).
 
  Texto de Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Georgia, USA.  Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros.Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de Juan & Cristina Nieto
 
MANÁ DA SEGUNDA® é uma refelxão semanal do CBMC - Conecting Business and Marketplace to Christ, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2009 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: liong@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês, italiano e japonês.
 

sábado, 24 de novembro de 2012

35 razões para não pecar

por Jim Elliff*

1 - Porque um pequeno pecado leva a mais pecados.

2 - Porque o meu pecado evoca a disciplina de Deus.

3 - Porque o tempo gasto no pecado é desperdiçado para sempre.

4 - Porque o meu pecado nunca agrada a Deus; pelo contrário, sempre O entristece.

5 - Porque o meu pecado coloca um fardo imenso sobre os meus líderes espirituais.

6 - Porque, no devido tempo, o meu pecado produz tristeza em meu coração.

7 - Porque estou fazendo o que não devo fazer.

8 - Porque o meu pecado sempre me torna menor do que eu poderia ser.

9 - Porque os outros, incluindo a minha família, sofrem conseqüências por causa do meu pecado.

10 - Porque o meu pecado entristece os santos.

11 - Porque o meu pecado causa regozijo nos inimigos de Deus.

12 - Porque o meu pecado me engana, fazendo-me acreditar que ganhei, quando, na realidade, eu perdi.

13 - Porque o pecado pode impedir que eu me qualifique para a liderança espiritual.

14 - Porque os supostos benefícios de meu pecado nunca superam as conseqüências da desobediência.

15 - Porque o arrepender-me do meu pecado é um processo doloroso, mas eu tenho de arrepender-me.

16 - Porque o pecado é um prazer momentâneo em troca de uma perda eterna.

17 - Porque o meu pecado pode influenciar outros a pecar.

18 - Porque o meu pecado pode impedir que outros conheçam a Cristo.

19 - Porque o pecado menospreza a cruz, sobre a qual Cristo morreu com o objetivo específico de remover o meu pecado.

20 - Porque é impossível pecar e seguir o Espírito Santo, ao mesmo tempo.

21 - Porque Deus escolheu não ouvir as orações daqueles que cedem ao pecado.

22 - Porque o pecado rouba a minha reputação e destrói o meu testemunho.

23 - Porque outros, mais sinceros do que eu, são prejudicados por causa do meu pecado.

24 - Porque todos os habitantes do céu e do inferno testemunharão sobre a tolice deste pecado.

25 - Porque a culpa e o pecado podem afligir minha mente e causar danos ao meu corpo.

26 - Porque o pecado misturado com a adoração torna insípidas as coisas de Deus.

27 - Porque o sofrer por causa do pecado não tem alegria nem recompensa, ao passo que sofrer por causa da justiça tem ambas as coisas.

28 - Porque o meu pecado constitui adultério com o mundo.

29 - Porque, embora perdoado, eu contemplarei novamente o pecado no Tribunal do Juízo, onde a perda e o ganho das recompensas eternas serão aplicados.

30 - Porque eu nunca sei por antecipação quão severa poderá ser a disciplina para o meu pecado.

31 - Porque o meu pecado pode indicar que ainda estou na condição de uma pessoa perdida.

32 - Porque pecar significa não amar a Cristo.

33 - Porque minha indisposição em rejeitar este pecado lhe dá autoridade sobre mim, mais do que estou disposto a acreditar.

34 - Porque o pecado glorifica a Deus somente quando Ele o julga e o transforma em uma coisa útil; nunca porque o pecado é digno em si mesmo.

35 - Porque eu prometi a Deus que Ele seria o Senhor de minha vida.


* Pr. Jim Elliff é o fundador e presidente da organização Christian Comunicators Worldwide (CCW). Obteve seu mestrado pelo Southwestern Baptist Theological Seminary. É membro da diretoria da FIRE (Fellowship of Independent Reformed Evangelicals) e é fundador do ministério Christ Fellowship, uma igreja constituída de congregações nos lares; é autor de vários livros, alguns deles publicados em português pela Editora Fiel. Jim é casado com Pam e o casal tem três filhos.

FONTE: http://www.editorafiel.com.br/artigos_detalhes.php?id=168

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Segredo do Sucesso - por Rick Boxx



 
Se lhe perguntassem qual o fator primordial para alcançar sucesso, o que você responderia? Esta foi a pergunta que Kent Humpheys, consultor de executivos, fez a si próprio. Todos buscam sucesso, mas para muitos parece inalcançável. Onde será que eles estão errando?

No livro, Letters to Workplace Leaders (Cartas aos Líderes do Mercado de Trabalho),Humpheys cita uma pesquisa em que foi perguntado, “Qual a principal razão para o êxito de pessoas bem-sucedidas?”. Duas respostas se destacaram acima das demais:"Trabalho Duro e Determinação".

Trabalho duro foi a resposta mais comum, escolhida por 40% das pessoas pesquisadas e determinação vem logo a seguir, com 38%, ultrapassando outros fatores como conhecimento, sorte ou contatos influentes. Se o notável inventor Thomas Edison fosse incluído nessa pesquisa ele concordaria com as respostas. Certa vez ele fez esta intrigante observação sobre sucesso: “Muitas pessoas deixam a oportunidade passar, porque ela usa macacão e se parece com trabalho”. 

Vivemos numa era em que a maioria das pessoas aparentemente não deseja fazer o esforço necessário para alcançar sucesso, ficando a imaginar por que outros são excelentes no que fazem e elas não. Acham que “têm o direito”, mas não que sejam responsáveis por conquistar o que desejam: status, avanço na carreira, influência, recompensa material.  

O reconhecimento da importância do trabalho duro e da determinação, porém, não é coisa nova. A Bíblia, escrita milhares de anos atrás, fala extensivamente sobre ambos. Em Provérbios encontramos inúmeras afirmações sobre as virtudes e os benefícios de ambos, como:

. “Quem trabalha a sua terra terá fartura de alimento, mas quem vai atrás de fantasias não tem juízo” (Provérbios 12.11). 
“As mão diligentes governarão, mas os preguiçosos acabarão escravos” (Provérbios 12.24).
“O apetite do trabalhador o obriga a trabalhar; a sua fome o impulsiona (Provérbios 16.26).
“Os planos bem elaborados levam à fartura; mas o apressado sempre acaba na miséria (Provérbios 21.5).

A ligação entre trabalho duro e determinação também é abordada no Novo Testamento. Tiago entendeu isso quando escreveu:“Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que O amam” (Tiago 1.12).

Perseverança mistura esses dois fatores numa fórmula vencedora. Se você estiver enfrentando provação ou grande desafio no seu trabalho, lembre-se que não há substituto para trabalho duro e determinação.

Fonte: www.cbmc.org.br   (Reproduzido com permissão)

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

DIPLOMA DE TEOLOGIA

Shalom meus querido amigos, irmãos em Cristo!!

Para vergonha do diabo e de alguns invejosos (que por incrível que pareça, se intitulam pastores) que estavam duvidando da nossa formação, quero compartilhar com vocês mais esta vitória, o nosso Diploma de Bacharel em Teologia, emitido pela Faculdade Unida de Vitória, ES.
O curso foi iniciado em 2009 e concluído em 2010. O atraso na emissão do Diploma foi devido a greve dos funcionários da UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), responsável pela chancela dos cursos de graduação reconhecidos pelo MEC.


Que esta vitória alcançada sirva de incentivo aos nossos alunos da Turma de Convalidação da Faculdade Unida de Vitória, que, em breve, também receberão este tão precioso documento.

Que também sirva para calar a boca de certo cidadão condenado pela justiça criminal de Marília por porte ilegal de arma de fogo, que nos acusou de estelionato e venda de diplomas falsos.

Infelizmente, são poucos os pastores que têm este título aqui na nossa cidade de Marília. Digo isto numa época em que até mesmo a IURD tem tentado achincalhar o estudo teológico e bíblico, torna-se necessário que alguém se levante para defender o estudo das Sagradas Escrituras. É claro que não basta conhecimento teológico, mas também unção e poder do Espírito Santo do Eterno, e isto meus amigos e irmãos, estamos buscando sempre e temos alcançado, quem nos conhece e nos acompanha, sabe disso!!!

Quero agradecer a todos os amigos, irmãos, familiares e ovelhas do precioso rebanho que o Eterno nos confiou através da Igreja Assembleia de Deus Ministério Belém do Pará. Esta vitória é nossa!!

Obrigado e fique na Shalom do Messias!!! A boa notícia trouxe até chuva para a cidade de Marília!!! Oh Glória!!!

terça-feira, 17 de abril de 2012

CONVITE DE NEGÓCIO!

Shalom a todos e todas que seguem nosso blog.

Quero comunicar a todos estamos a frente de um grande desafio: FOREVER LIVING PRODUCTS!

Estudei, pesquisei, orei e desde o dia 29/03 deste ano, estamos desenvolvendo este trabalho junto à esta grande e magnífica empresa.

 Clique no link abaixo da imagem ao lado para conhecer um pouco mais.
  


Não preciso lembrar que até mesmo a Palavra de Deus possui referências à matéria-prima da Forever: a Aloe Vera.

O corpo de Jesus foi embalsamado com mirra e aloés, as especiarias que os povos orientais usavam para preservar o corpo pelo maior tempo possível (cf. João 19.38,39).

Eu creio, particularmente, que a Aloe Vera (ou popularmente conhecida como babosa ou barbosa), foi plantada (criada) pelo Eterno, contendo propriedades benéficas para a saúde do ser humano.

"Como vales estendem-se, como jardins que margeiam rios, como aloés plantados pelo Senhor, como cedros junto às águas." Números 24:6

Isto tudo, aliado a um plano de marketing de rede JUSTO E LEGAL, só poderia redundar em bênção na vida daqueles que querem mudar de vida! Portanto, a partir de hoje, não estranhe se eu compartilhar os produtos Forever Living com você ou, até mesmo, convidá-lo a fazer história nesta maravilhosa companhia!

Um forte abraço e até a próxima!

Shalom e que o Eterno nos abençoe!

Naquele que te fortalece,

Pr Jaaziel Marcelo

GLOBAL RALLY FOREVER 2013 - HAWAI


segunda-feira, 5 de março de 2012

Até quando?

Parece até filosofia de rede social, mas não é.
Parece post pré-fabricado, daqueles que a gente gosta de compartilhar, mas também não é.
Parece aquelas frases de efeito que a gente ouve, reflete e concorda dizendo: "É verdade!", mas também não é.

"Não temas! Crê somente!" Marcos 5.36

Parece óbvio, lógico, até mesmo idiota alguém dizer isto para uma pessoa que crê, mas nosso Mestre Yeshua disse isso para o rosh de uma sinagoga, um crente, um líder, um homem de fé, que o procurou com a sua filha já morta!

Por mais objetiva que seja a frase, naquele momento, a fé daquele homem morreu junto com sua filha; sua esperança acabara de falecer, sua alegria desceu à sepultura.

A palavra do Mestre foi simples: Não tenha medo, apenas creia!
Existem alguns momentos na nossa vida que precisamos ouvir (ou ler) isto. Não deixe o medo tomar o espaço da ousadia, não permita que o temor cresça dentro de você. Creia, tenha fé, acredite, veja o invisível, toque no insubstancial, visualize, mentalize o sonho impossível.
É na mente que geramos a fé e é lá que temos que travar as primeiras batalhas:
A batalha contra nós mesmos
A batalha contra as nossas lembranças.
A batalha contra as palavras que ouvimos de terceiros.

Sendo assim, que seja a nossa fé do tamanho da nossa necessidade! Que seja a nossa coragem do tamanho da nossa vitória!

Shalom e até a próxima!

Compartilhe