sábado, 20 de junho de 2015

Silas versus Boechat: O barulho que uma pedra faz

Shabat Shalom, pessoal!
Eu não poderia deixar de escrever sobre a rusga entre o Pastor Silas Malafaia e o Ricardo Boechat.

Vamos lá.
1°) Não, o Pastor Silas Malafaia não é o melhor exemplo de Pastor, de líder, de homem de Deus. E nem eu. Devem haver melhores neste país e no resto do mundo. Mas uma coisa que eu admiro e muito no Pastor Silas Malafaia é que ele nunca foge de um debate, não aceita ataques à fé cristã protestante. Isso é raro de se ver hoje em dia. De um lado vemos pastores que preferem a neutralidade da pseudo-sobriedade. O que não deveria existir. Afinal, defender a fé não deveria ser algo raro mas algo comum em nossos dias.
2°) Sinto uma vergonha tremenda de ver o Boechat à frente do jornalismo de uma Rede de Televisão aberta tão importante como a Rede Bandeirantes. Num país sério, o Boechat seria, no mínimo, suspenso e repreendido. A postura dele, utilizando-se de palavras chulas, de linguajar impróprio, de palavrões, de escárnio à respeito do Pastor Silas, é de uma mediocridade sem tamanho. Uma postura reprovável, inaceitável para um ser que se acha jornalista. Será que não existe um conselho de jornalistas para apurar a conduta deste cidadão? Será que a Rede Bandeirantes não tem uma auditoria, um Diretor que tenha um pouco de consciência?
3°) Estou torcendo para que a justiça seja feita. Sim, justiça! Porque a forma agressiva que o Boechat humilhou, escarneceu e ridicularizou o Pastor Silas, é um crime. Não posso acreditar que a justiça se cale diante deste descalabro.
4°) Não, o Boechat não tem razão quando generaliza em relação à grande maioria de pastores do país. NÃO, SR. BOECHAT, NEM TODOS OS PASTORES SÃO RICOS DE DINHEIRO ALHEIO,
NÃO, SR. BOECHAT, NEM TODOS OS PASTORES INCITAM O ÓDIO E A INTOLERÂNCIA DENTRO DAS IGREJAS. Assim como nem todos os jornalistas são idiotas e falaciosos com o senhor. Aliás, só o estou tratando de "senhor" porque recebi educação familiar e secular antes da religiosa.
5°) Não, o Pastor Silas também não está certo ao se posicionar chamando o jornalista de falastrão, de falar asneira (asneira vem de asno).... eu sei, eu sei, o Pastor Silas está correto na razão mas não na abordagem. Portanto, ambos estão errados. Mas se pudermos pesar o erro de cada um, o pseudo-jornalista errou muito mais. Desceu do salto, perdeu a linha e a razão. Esta última é fator essencial para quem quer apresentar programa jornalístico seja na rádio ou na TV ou onde quer que seja.

Enfim, estou cansado de ver os líderes religiosos (e falo de qualquer religião), serem colocados no mesmo balaio de uma minoria. Nem todo padre é pedófilo, nem todo muçulmano é terrorista, nem todo israelense é rico metido e nem todo pastor é ladrão e charlatão.

Tomara que o senhor Boechat seja punido pela justiça por afirmar tais impropérios do Pastor Silas que, a despeito de toda polêmica em torno dele, é e continua sendo um líder religioso que merece respeito de todos nós.

Vamos fazer uma campanha #calabocaboechat e diminuir a discriminação religiosa em nosso país.

P.S.: já que é pra fazer tanto escândalo por causa de uma menina praticante de candomblé que levou uma pedrada, que se faça um barulho um milhão de vezes maior pelos milhares de cristãos assassinados por causa de sua fé em vários lugares do mundo. Isso, ninguém noticia...

Compartilhe